Por que a cadeirinha bebê conforto pode ser um perigo

A cadeirinha bebê conforto é um dispositivo criado com a finalidade de oferecer segurança para bebês dentro dos carros. Porém, quando não é usado da forma correta, podem acontecer fatalidades. Com o objetivo de prevenir acidentes que resultem em lesões ou até mesmo morte.

Por lei, a cadeirinha bebê conforto deve ser utilizada por crianças até 1 ano de idade (ou 13 quilos, dependendo do fabricante). Apara as crianças de 1 a 4 anos (entre 9 e 18 quilos), a recomendação são as cadeirinhas poltronas reversíveis.

Já para aquelas entre 4 e 7 anos (entre os 18 e 36 quilos), o ideal são os assentos de elevação, também conhecidos como booster, associado ao cinto de segurança de três pontas. Dos 7 aos 10 anos, ainda devem permanecer no banco de trás, mas, se já tiverem 1,45 metros de altura, podem usar o cinto de três pontas, sem a elevação.

Por que a cadeirinha bebê conforto pode ser perigosa

Apesar de ser um item de segurança essencial para transitar com bebês e crianças, ela pode ser considerada um perigo, quando utilizada para o bebê dormir.

No caso de recém-nascidos, a posição em que se encontram e o balanço do carro podem fazer com que o pescoço fique dobrado, causando asfixia postural. para as crianças um pouco maiores, permanecer na mesma posição, durante muito tempo pode prejudicar a respiração.

Alerta para os pais

Tanto a cadeirinha bebê conforto para o carro, quanto aquelas para ninar devem ser utilizadas com moderação e cuidado! Elas não foram projetadas para que as crianças passem horas deitadas na mesma posição. E a consequência desses atos podem ser fatais.

De acordo com a organização sem fins lucrativos Consumer Reports (CR), até outubro de 2019 foram contabilizados pelo menos 73 mortes de bebês nestes tipos de cadeirinhas. Destas, pelo menos 50 estão relacionadas à marca Fisher-Prices, uma das referências de dispositivos e brinquedos para bebês e crianças.

Especialistas afirmam, inclusive, que o ato de dormir com qualquer tipo de inclinação é prejudicial para os bebês, não apenas pelo sufocamento e/ou dificuldade em respirar, mas também associado ao refluxo e engasgo com a própria saliva.

Devo parar de usar a cadeirinha bebê conforto?

Esse dispositivo foi criado para ser utilizado durante um passeio de carro ou viagem de curta distância. O ideal é que o bebê mantenha-se acordado durante o trajeto. Caso não seja possível, realizar paradas e pegar o bebê no colo é uma alternativa segura para que ele não permaneça na mesma posição. É preciso acompanhar, também, se o pescoço da criança não está inclinado.

O caso da família Clark

lO casal inglês Christopher e Kirsti Clark tiveram um susto que jamais vão esquecer! Trata-se de uma alerta para todos os pais que utilizam a cadeirinha bebê conforto. De acordo com o casal, sua filha recém-nascida de apenas três semanas chegou a ter convulsões e ficou com a pele azulada, depois de permanecer por duas horas na cadeirinha.

O bebê, que ficou sem respirar por alguns instantes teve a vida reestabelecida graças à agilidade dos pais (ao notarem o ocorrido) e dos médicos que realizaram os primeiros atendimentos à criança.

Este caso, que felizmente teve um final feliz, deve servir de exemplo para todos que deixam seus filhos em cadeirinhas bebê conforto. Lembrem-se de que eles não devem ficar por períodos superiores a 1 hora. A privação do movimento, assim como a inclinação do pescoço pode causar asfixia, levando até a morte.

Advertisement