Quais os Exames que Deve fazer numa Gravidez Tardia

Parece que finalmente as mulheres estão planejando melhor as suas vidas e buscando primeiro o sucesso acadêmico e profissional, para depois buscarem constituir família, e realizar o sonho de uma grande maioria das mulheres, ter um filho. Saiba quais os exames que deve fazer numa gravidez tardia.

O movimento de liberação feminina remonta os anos sessenta, mas só agora parece que esse movimento chegou ao Brasil com tudo, pois apesar da riqueza de contraceptivos, as quantidades de mães adolescentes e de gestações indesejadas no Brasil continuaram muito grandes até pouco tempo.

A idade ideal no aspecto físico segundo os especialistas é entre vinte e trinta e cinco anos para uma mulher engravidar, sem riscos para a gestante e para a criança.

Riscos de uma Gravidez Tardia

Entretanto esse é o período de afirmação da mulher e de qualquer pessoa, o que tem feito com que cada vez mais as mulheres tenham adiado a gravidez ao limite, chegando a ter mulheres com quarenta e oito ou mais anos de idade engravidando, e muitas vezes até de maneira natural.

Com o avanço da idade, os cuidados para uma gestação segura aumentam muito.

Os exames necessários para a preparação para a gravidez também.

Nesse artigo, esses exames serão listados e detalhados, para que você saiba a importância de cada um.

Quais os Exames na gravidez tardia

Beta gonadotrofina cariônica humana e PAPP-A proteína plasmática associada

Esses exames são essenciais para grávidas com mais de trinta e cinco anos, porque infelizmente os óvulos das mulheres nessa idade estão mais susceptíveis a gerar crianças com síndrome de down.

É exatamente isso que esses exames atestam.

Os exames são feitos entre a 11° e a 14° semanas de gestação.

MAPA

Esse exame é feito em mulheres com pressão alta, para descobrir o risco de pré-eclâmpsia.

Amniocentese

Esse exame detecta problemas genéticos, como os que a rubéola pode causar, ou down.

O período ideal para fazer esse exame é entre a 15ª e a 18ª semanas de gravidez.

Cordocentese

Também conhecida como amostra de sangue do feto, essa análise também descobre se existe algum problema cromossômico no bebê.

Você deve fazer esse exame entre a 18ª e a 20ª semanas de gravidez.

Perfil bioquímico fetal

Também ajuda no diagnóstico de distúrbios genéticos no seu bebê. Deve ser feito logo após a descoberta da gravidez.

Cariótipo fetal

Quando o ultrassom morfológico ou as análises de translucência nucal apresentam alguma alteração. Também atua em problemas genéticos.

Biopsia do vilo corial

Também importante no diagnóstico de síndrome de down e outros problemas genéticos.

Enzimas hepáticas

Recomendado para gestantes com problemas de fígado. Esse exame é feito com uma amostra de sangue da mãe.

Ecocardiograma fetal e eletrocardiograma

Esses exames são para o coração do feto, e são feitos se ao auscultar o coração, o médico encontrar alguma alteração.

Advertisement