Quarta-feira , Dezembro 8 2021
dicas de alimentacao para criancas vegetarianas e veganas

Dicas de alimentação para crianças vegetarianas e veganas

Crianças vegetarianas e veganas também podem ser saudáveis! Basta ter atenção a alguns pontos da sua alimentação, de forma a garantir a qualidade no desenvolvimento psíquico e motor.

É crescente a comunidade de pessoas vegetarianas e adeptas ao estilo de vida e de alimentação vegana (não é consumido ou utilizado nada de origem animal).

Entretanto, ainda existem muitas dúvidas, famílias em transição e, é claro, os mitos, principalmente sobre a alimentação.

Alimentação para crianças vegetarianas e veganas

Quando os pais da criança (ou pelo menos um deles) é vegetariano, acaba por influenciar seus filhos que, com o processo de introdução alimentar, acabam por se tornar crianças vegetarianas.

Pais vegetarianos e veganos acabam influenciando seus filhos.

Vale reforçar que, apesar de parecer uma alimentação restritiva, é sempre possível substituir e balacear a dieta alimentar, de forma que não haja defict de nutrientres.

Portanto, é fundamental também que os pais façam o acompanhamento médico, garantindo assim a saúde de seus filhos.

Órgãos como a Fundação de Nutrição Britânica e a Sociedade Vegetariana Brasileira já lançaram materiais e guias com orientação com dicas de alimentação para crianças vegetarianas e veganas. Afinal de contas, é preciso garantir a ingestão de vitaminas e nutrientes, tais como A e B12, ferro, cálcio e zinco, por exemplo, para que elas se desenvolvam fortes e saudáveis.

dicas de alimentacao para criancas vegetarianas e veganas

Alimentação para crianças vegetarianas e veganas

  1. A carne

Segundo a Fundação de Nutrição Britânica, o cardápio infantil precisa conter pelo menos três porções diárias de proteínas, que é um dos macronutrientes essenciais para o crescimento, formação dos ossos, desenvolvimento cerebral e fortalecimento do sistema imunológico.

Para as crianças vegetarianas e veganas, a carne animal (fonte de proteínas) não é uma opção. Entretanto, pode ser substituída por: lentilhas, feijão, quinoa, grão de bico, soja, ervilha, castanhas, nozes e amêndoas, por exemplo.

  1. O leite

O leite de vaca é um famoso alimento capaz de fornecer o cálcio, fundamental para o fortalecimento e desenvolvimento dos ossos.

Entretanto, esse mesmo nutriente pode ser encontrado em leites vegetais, como o de soja, além de alimentos de folhagem verde escura, como o espinafre e a couve.

Outros alimentos substitutos para crianças vegetarianas e veganas são: ameixa-preta; soja; frutas cítricas; amêndoas e tomate, por exemplo.

Também é preciso tomar cuidado com os alimentos ricos ácido oxálico, presente nas folhas da beterraba, acelga, ruibabo, amendoim e cacau; pois em excesso, inibem a absorção do cálcio no organismo.

  1. Suplementação B12

A vitamina B12 é essencial para a formação e o amadurecimentos dos glóbulos vermelhos, síntese do DNA e funcionamento do sistema nervoso do organismo.

A questão aqui é que ela é encontrada, principalmente, em carnes vermelhas e de peixe, ovos, leites e seus derivados. Entretanto, uma criança vegetariana ou vegana não fará esse tipo de consumo. Assim sendo, qual será a solução para evitar a deficiência dessa vitamina?

Ainda há uma discussão entre especialistas para determinar qual é a melhor fonte de vitamina B12, excluindo aquelas de origem animal.

Como ainda não há estudos com 100% de certeza ou apontam alimentos que, consumidos regularmente, possam suprir essa necessidade, a aposta está na suplementação.

Ou seja, consumir a vitamina B12 sintetizada. Por isso é importante que os pais façam acompanhamento médico, assim como suas crianças vegetarianas e veganas para que, caso seja necessário, façam a suplementação correta da vitamina.

  1. Crianças menores de 2 anos

O guia lançado pela Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) traz como alternativa para crianças com menos de 2 anos (além do leite materno), as fórmulas infantis a base de soja ou arroz.

Mas, ressalta que nenhum leite, seja os vegetais ou industrializados preparados em casa, podem substituir o materno, por serem pobres em nutrientes para os bebês.

A partir de 1 ano as mães podem complementar a alimentação dos bebês oferecendo uma variação de alimentos.

O indicado é incluir na dieta das crianças vários tipos de leguminosas, assim como frutas e verduras. Também podem ser preparadas bolachas saudáveis, danoninho de inhame e panquecas de banana, por exemplo.

  1. Acompanhamento médico profissional

O acompanhamento de um profissional é fundamental para a saúde! E não apenas da criança vegetariana ou vegana, mas sim de todas elas, inclusive dos seus pais.

Portanto, faça o acompanhamento com o seu médico e procure um nutricionista especializado em alimentação infantil, para que todas as dúvidas possam ser sanadas.

É importante manter-se informado e com a saúde em dia!

CONFIRA

Receitas de sopas deliciosas para fortalecer a imunidade

Receitas de sopas deliciosas para fortalecer a imunidade das crianças

O friozinho do inverno é inspirador na hora de pensar em receitas de sopas para …